Bolsonaro usa bicentenário como eleição de tudo ou nada

O 200º aniversário da independência do Brasil foi comemorado no clima tenso da campanha presidencial de 2 de outubro. Jair Bolsonaro, o chefe de Estado que busca a reeleição, exigiu o voto, citou seu mantra, enumerou as conquistas do governo e até invocou o golpe militar de 1964, que resultou em 21 anos de ditadura, e é adepto da mesma. Os outros candidatos principais, Lula da Silva, Ciro Gomez e Simon Tibet, por sua vez, usaram seu tempo de antena para se oporem. Com isso, convidados oficiais, como Marcelo Rebelo de Sousa, e símbolos da festa, como o coração de Dom Pedro preservado em formol, passaram para segundo plano.

Leave a Reply

Your email address will not be published.

Previous post Como instalar o Slackware Linux em 2022!
Next post As pedras estão mortas? Descubra a história dos jogos de guitarra